Agitos Mutum - Informando Nova Mutum e Regi�o

CIDADES

Homem de 44 anos é preso por abusar de enteada por quatro anos

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) prenderam, na manhã desta quinta-feira (25), um homem suspeito de estupro de vulnerável. 

O investigado Jorge Martins de Souza, de 44 anos, teria abusado sexualmente da enteada, entre os anos de 2011 e 2015, na casa da família no bairro São Francisco, em Cuiabá.

 

Os atos começaram quando a vítima tinha apenas 07 anos. A mãe da menina procurou a Polícia Civil em julho deste ano declarando que a criança só relatou os abusos a ela quando o relacionamento do casal havia terminado.

 

Segundo a vítima, os abusos aconteciam quando a mãe saía para trabalhar, e o suspeito constantemente a ameaçava caso denunciasse o caso. A prisão foi decorrente de cumprimento de mandado de prisão temporária, expedido pela 14ª Vara Criminal de Cuiabá, após representação realizada pelo delegado titular da Deddica, Eduardo Botelho.

 

“A vítima foi submetida a três relatórios psicossociais e foi harmônica e uníssona em todos confirmando os detalhes dos abusos que sofreu”, conta o delegado.

 

O preso foi encaminhado para unidade prisional, onde ficará a disposição da Justiça.

CIDADES

Travesti é assassinada a tiros por dívida de R$ 20 em Cuiabá, diz polícia

Uma travesti, de 30 anos, foi assassinada a tiros na noite desta quinta-feira (25), no Bairro Pedra 90, em Cuiabá. Segundo a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Werik Rafik Pinto de Arruda foi atingido por seis disparos e morreu no sofá da casa onde morava. Nenhum suspeito foi preso até a manhã desta sexta-feira (26).

De acordo com o delegado da DHPP, André Renato Gonçalves, a travesti teria sido morta porque não pagou uma dívida de R$ 20 a traficantes. O assassinato ocorreu na Rua 28 do Bairro Pedra 90.

 

A mãe de Werik, Devanil Pinto de Arruda, afirmou que ele tinha envolvimento com drogas. “Deve ser dívida de droga, ou alguma coisa que ele comprou de alguém, [ou] briga de alguém”, disse à TV Centro América. Uma testemunha que estava no local prestou depoimento na DHPP em Cuiabá.

“O sujeito [que atirou] foi lá para receber o dinheiro em razão de uma dívida de droga. Como a vítima não tinha o dinheiro naquela hora, o suspeito passou a efetuar os disparos. Foram, pelo menos, cinco a seis disparos”, declarou o delegado André Renato.

 

Conforme a DHPP, uma pessoa que teria cometido o crime já foi identificada, no entanto, ainda não foi presa pelos policiais. “Já temos o nome do mandante desse crime e também já tivemos a informação de quem seria o executor, junto com a testemunha e outras pessoas que estavam no local”, afirmou o delegado.

CIDADES

Garota é obrigada por mãe a ter relação sexual com idosos

Três pessoas acusadas de prostituição infantil tiveram mandados de prisão cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, na quarta-feira (24), após terem o esquema descoberto em investigações da Delegacia de Campo Novo do Parecis (396 km a Noroeste). O esquema, envolvendo a mãe de uma menor de 14 anos e dois idosos de alto poder aquisitivo acontecia há mais de 2 anos.

A mãe da vítima, de 36 anos, teve a ordem de prisão decretada pelo crime submeter criança ou adolescente a prostituição com objetivo de lucro, agravado pela relação de parentesco. O dono de um cartório e empresário de São José do Rio Claro (315 a Nordeste), de 84 anos, e um fazendeiro de Campo Novo do Parecis, de 74 anos, responderão por estupro de vulnerável.

As prisões dos suspeitos foram realizadas, na quarta-feira (24), em Campo Novo do Parecis e São José do Rio Claro, em atuação dos policiais civis dos dois municípios.

As investigações da Delegacia de Campo Novo do Parecis iniciaram, no início do mês de agosto, quando a vítima, de 14 anos, procurou o Conselho Tutelar, com objetivo de denunciar a própria mãe. Segundo a adolescente, a mãe passou a ameaçá-la quando ela disse que não queria mais participar do esquema, no qual ela era obrigada a manter relações com os idosos.

De acordo o delegado, Adil Pinheiro de Paula, a mãe prostituía a adolescente com os dois homens, em troca de dinheiro, há mais de 2 anos. Durante as investigações, foi constatado que os encontros com o empresário de São José do Rio Claro aconteciam em um hotel Cuiabá, onde a mãe, o suspeito e a vítima se passavam por marido, mulher e enteada.

Entre os presentes recebidos em troca dos encontros, o empresário pagou pela festa de aniversário de menor e deu uma motocicleta para a mãe da menina. Os encontros com o fazendeiro de Campo Novo dos Parecis aconteciam semanalmente em um motel da cidade e também eram realizados em troca de dinheiro.

“Além de receber dinheiro a cada encontro, a mãe e filha eram sustentadas com um alto padrão de vida, ganhando quantias mensais, e outros benefícios, como compras em shoppings e cartões de crédito dos suspeitos”, disse o delegado.

Com base nas investigações da Polícia Civil que descobriram o esquema, as ordens judiciais foram decretadas pela Justiça, após representação do delegado. As prisões foram cumpridas, na quarta-feira (24), sendo a mãe da vítima e o fazendeiro presos em Campo Novo dos Parecis. O terceiro mandado contra o dono de um cartório foi cumprido no município de São José do Rio Claro, com apoio da equipe de Polícia Civil do município.

CIDADES

Mãe aluga filha de 14 anos para abusos por R$ 30 mil; dois idosos são presos

GERAL

H1N1: vírus já matou 1.775 pessoas este ano no Brasil, segundo ministério

GERAL

Agentes evitam fuga de 21 detentos na cadeia de Nova Mutum

ÚLTIMAS COBERTURAS ver mais>>>

Coleção Verão 2016 #LojasAvenida#

Coleção Verão 2016 #LojasAvenida#

EletroPopRockSertanejo

EletroPopRockSertanejo

Reinauguração Loja Meu Bebe

Reinauguração Loja Meu Bebe

ESPORTES

São Paulo perde para o Juventude, sai vaiado e se complica na Copa do Brasil

O técnico Ricardo Gomes mexeu no time para a estreia do São Paulo na Copa do Brasil, mas a equipe não correspondeu dentro de campo e perdeu para o Juventude, por 2 a 1, em pleno Morumbi, na fria noite desta quarta-feira, pelo jogo de ida das oitavas de final. A derrota para o time da terceira divisão do futebol nacional irritou a torcida tricolor que compareceu em pequeno número no estádio e os jogadores deixaram o gramado sob vaias e protestos.

Buscando armar um São Paulo mais agressivo diante do time gaúcho, Gomes começou com Carlinhos e Bruno nas laterais esquerda e direita, já que ambos são considerados mais ofensivos que seus respectivos titulares. Michel Bastos iniciou o confronto no banco de reservas, entrou durante o segundo tempo e pouco pôde fazer para ajudar a equipe da casa.

Com um 4-1-4-1 ainda desorganizado, o Tricolor viu o atacante Roberson aproveitar bobeada de Bruno e Maicon para abrir o placar logo aos oito minutos do primeiro tempo. Após tanto insistir nas bolas aéreas, o argentino Andres Chavez deixou tudo igual antes do intervalo. O São Paulo voltou melhor para a segunda etapa, mas quando tinha o maior domínio da partida viu Thiago Mendes cometer pênalti desnecessário, convertido por Roberson, o algoz tricolor da noite.

Agora, o São Paulo precisa vencer o Juventude por dois gols de diferença na partida de volta, marcada para o dia 21 de setembro, em Caxias do Sul, no estádio Alfredo Jaconi. Caso devolva o placar sofrido em casa, o Tricolor definirá a vaga às quartas de final na disputa por pênaltis.

Este foi o quarto jogo consecutivo em que o Tricolor não venceu no Morumbi, já que empatara com a Chapecoense (2 a 2), e perdera para Atlético-MG (2 a 1) e Botafogo (1 a 0), todos resultados pelo Campeonato Brasileiro, pelo qual voltará a jogar neste domingo, às 16 horas (de Brasília), contra o Coritiba, pela 22ª rodada, novamente em casa.

Susto e alívio

Como mandava o roteiro da partida, o São Paulo começou tomando a iniciativa e empurrou o Juventude para o campo de defesa. Hudson e Thiago Mendes apareceram bem abertos, auxiliando Kelvin e Cueva, que procuravam fazer as jogadas pelas pontas. Em uma delas, aos oito minutos, o peruano cruzou rasteiro, a bola atravessou toda a área e, por pouco, Kelvin não alcançou de carrinho para abrir o placar no Morumbi.

No minuto seguinte, o time gaúcho saiu para o jogo pela primeira vez. E não perdoou a falha defensiva do Tricolor. Em um rápido contra-ataque, o lateral direito Bruno não acompanhou e viu Roberson receber livre na esquerda. O atacante invadiu a área sem a resistência do zagueiro Maicon e bateu rasteiro no canto direito de Denis. O goleiro não conseguiu espalmar a bola, que morreu no fundo do gol.

A derrota parcial fez com que parte da pequena torcida tricolor presente no gelado estádio perdesse a paciência, insinuando algumas vaias a cada erro de passe dos anfitriões. Paralelamente, parecia ocorrer o mesmo com o time dentro de campo, atacando de maneira desordenada e apelando para as bolas aéreas, afastadas pela alta zaga gaúcha. A equipe da casa só foi assustar mesmo aos 22, quando Cueva cobrou falta sofrida por ele mesmo, passando rente à trave direita do goleiro Elias.

Mas de tanto insistir nas jogadas aéreas, o São Paulo conseguiu o empate, evitando a provável chuva de vaias no caminho aos vestiários durante o intervalo. Aos 39 minutos, Carlinhos cruzou, Chavez se antecipou à zaga e testou firme no canto esquerdo do goleiro Elias. Na comemoração, o lateral esquerdo cobrou aplausos da torcida são-paulina, que acabara de vaiá-lo por um cruzamento errado no lance anterior ao gol. Certo é que por pouco o atacante argentino não marcou o da virada, aos 44, em forte chute de cobrança de falta.

Decepção

O São Paulo começou a segunda etapa como terminou a primeira: pressionando. Em menos de dez minutos, Kelvin e Michel Bastos, que entrara no lugar de João Schmidt, perderam boas chances de gol. O segundo, principalmente, após receber bom lançamento do primeiro e, da pequena área, chutar forte pelo lado de fora da rede.

Os mandantes continuaram ocupando o campo de defesa do Juventude, mas abusando da troca de passes e sem criar grandes oportunidades de gol. O que irritou boa parte da torcida, que protestou solicitando “raça” aos comandados de Ricardo Gomes. No entanto, quem chegou perto do desempate foi o time visitante, através de cobrança de falta do lateral Pará.

Pouco depois, a irritação dos poucos torcedores aumentaria ainda mais. Isso porque o volante Thiago Mendes calçou Lucas, que acabara de entrar no lugar de Felipe, dentro da área. Aos 28 minutos, Roberson cobrou o pênalti no meio do gol, deslocou Denis, que pulou para a direita, e anotou seu segundo gol na partida. O Juventude retomara a liderança no placar do Morumbi.

Ricardo Gomes, então, promoveu as entradas de Gilberto e Luiz Araújo nos lugares de Kelvin e Hudson, respectivamente, na tentativa de conseguir ao menos o empate. A retranca gaúcha, porém, continuou firme mesmo após a expulsão do zagueiro Ruan, e os jogadores do São Paulo deixaram o gramado do Morumbi sob uma chuva de vaias.

ESPORTES

Furacão perde para o Grêmio e torcida se revolta

ESPORTES

Em jogo de seis gols, Figueirense fica em vantagem sobre o Flamengo

GERAL

MPF pede condenação do Exército por morte da onça Juma

GERAL

Operação prende seis servidores do Detran e despachante acusados de fraudes e corrupção




.

Agitos Mutum - www.agitosmutum.com.br

Telefones (65) 996 968 266

Email: redacao@agitosmutum.com.br
leandrocampos@agitosmutum.com.br

© Agitos Mutum - Todos os direitos reservados