Agitos Mutum - Informando Nova Mutum e Regi�o

POLÍTICA

Impeachment: após 12 horas, termina fase de depoimentos; Dilma será ouvida na 2ª

Após mais de 12 horas de depoimentos neste sábado (27), foi concluída a fase de oitivas das testemunhas de defesa e de acusação do julgamento do processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff. O último a depor nesta fase foi o professor de direito tributário da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) Ricardo Lodi Ribeiro, que falou como informante.

Lodi foi questionado por 13 dos 81 senadores, além do advogado de defesa José Eduardo Cardozo e da acusação Janaina Paschoal. Na avaliação de Lodi, os decretos editados pela presidenta em julho e agosto de 2015 não eram considerados infração até aquela data pelo Tribunal de Contas da União, que só em outubro mudou seu entendimento. “Não entro no mérito dessa mudança ser positiva ou negativa. Naquela momento em que foram editados os decretos, esse entendimento não existia”, disse.

Ao ser questionado pelo senador Magno Malto (PR-ES), que Dilma teria alterado a meta e “limpado a cena do crime”, Lodi disse que não houve crime então, “não houve limpeza de cena”. O depoimento de Lodi durou cerca de três horas e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e dos trabalhos, Ricardo Lewandoswski pediu, no início do depoimento, para que o professor se limitasse a responder às perguntas sobre o aspecto técnico e não se manifestasse politicamente. Hoje também foi ouvido o ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa, que respondeu às perguntas dos senadores por mais de oito horas.

Sessão convocada

Ao término dos trabalhos, o Lewandoswski convocou a continuidade da sessão de julgamento do processo de impeachment para segunda-feira (29), quando a presidenta afastada Dilma Rousseff fará sua defesa pessoalmente no plenário do Senado. Dilma terá 30 minutos iniciais, que poderá ser prorrogado por mais 30, e cada senador poderá fazer questionamentos por até cinco minutos, as quais Dilma poderá responder, ou não, e utilizar para isso o tempo que julgar necessário.

Até o momento já se inscreveram para questionar Dilma 47 dos 81 senadores. A presidenta afastada estará acompanhada de cerca de 30 pessoas, entre ex-ministros, presidentes de partidos aliados, assessores e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Neste domingo, às 11h, os defensores doimpeachment vão se reunir no Senado para traçar estratégias sobre os questionamentos que farão a Dilma e os próximos passos do processo. Aliados de Dilma também terão reuniões neste domingo com a presidenta afastada, mas no Palácio do Alvorada, para se preparar para a sessão de segunda-feira.

CIDADES

Menino teria morrido após ingerir achocolatado; Vigilância pede interdição de lote

A suspeita de que uma criança tenha morrido nesta quinta-feira (25), por conta de complicações após ingerir o produto Itambezinho Chocolate, levou a Vigilância Sanitária de Mato Grosso a solicitar, nesta sexta-feira (26), a interdição cautelar de todos os produtos desta marca que sejam do lote de fabricação de 25/05/16 com validade até 21/11/16.

 

A vítima seria um menino que deu entrada no Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá após ingerir uma unidade de Itambezinho.

 

Segundo a Vigilância a vítima morreu cerca de uma hora após ingerir o produto e chegou à unidade de saúde em convulsão.  O lote investigado é MA 21:18

 

“Tal medida se faz necessária do risco sanitário implicado e em decorrência da denúncia recebida pelo serviço de verificação de óbito”, diz trecho de Memorando Circular emitido pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta sexta.

 

A Polícia Civil está investigando o caso.

ECONOMIA

Bandeira tarifária continua verde, sem cobrança extra na conta de luz

Pelo sexto mês seguido, a bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em setembro será verde, o que significa que não haverá nenhum valor adicional a ser pago pelos consumidores brasileiros. Ao definir a continuidade da bandeira verde, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) considerou o resultado positivo do período úmido e o aumento de energia disponível, com redução de demanda e a adição de novas usinas ao sistema elétrico brasileiro.

Havia uma expectativa no setor elétrico de que a bandeira pudesse passar para amarela no mês de setembro, principalmente porque o nível dos reservatórios das hidrelétricas das regiões Norte e Nordeste estão baixos para esta época do ano. Quando há pouca água nos reservatórios, é preciso acionar as termelétricas para garantir o suprimento de energia, o que encarece o custo da energia. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o nível dos reservatórios no Nordeste está em 20% de sua capacidade máxima e, no Norte, o nível está em 48,4%.

O sistema de bandeiras tarifárias foi adotado em janeiro de 2015, como forma de recompor os gastos extras das distribuidoras de energia com a compra de energia de usinas termelétricas. A cor da bandeira que é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) indica o custo da energia elétrica, em função das condições de geração de eletricidade.

Desde o início da vigência do sistema, até fevereiro de 2016, abandeira se manteve vermelha, primeiramente com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e, posteriormente, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh. Em março deste ano, a bandeira passou para amarela (com taxa de R$ 1,50 a cada 100 kWh) e, desde abril deste ano, a bandeira está verde.

Segundo a Aneel, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que já era incluído na conta de energia, por meio do reajuste tarifário anual das distribuidoras. A agência considera que a bandeira torna a conta de luz mais transparente e o consumidor tem a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.

POLÍTICA

PF indicia ex-presidente Lula, Marisa e mais três em processo da Lava Jato

POLÍTICA

Propaganda eleitoral começa hoje no rádio e na TV

CIDADES

MPF investiga irregularidades no Bolsa Família em 45 municípios do Estado

ÚLTIMAS COBERTURAS ver mais>>>

Coleção Verão 2016 #LojasAvenida#

Coleção Verão 2016 #LojasAvenida#

EletroPopRockSertanejo

EletroPopRockSertanejo

Reinauguração Loja Meu Bebe

Reinauguração Loja Meu Bebe

ESPORTES

Cuiabá derrota Chapecoense e conquista vitória histórica na Sul-Americana

Na estreia da Copa Sul-Americana, Cuiabá e Chapecoense duelaram na Arena Pantanal, na noite desta quinta-feira. Participando pela primeira vez da competição, os mato-grossenses pressionaram no primeiro tempo e venceram com um gol de Dakson, em cobrança de falta. O placar foi finalizado em 1 a 0 para os donos da casa, em uma vitória histórica para a equipe.

Com o resultado, o time da Série A/Série C do Campeonato Brasileiro larga na frente por uma vaga nas oitavas de final do torneio continental. Quem avançar pegará o vencedor do duelo entre argentinos, protagonizado por Lanús e Independiente, que jogam ainda nesta quinta.

O jogo de volta entre Cuiabá e Chapecoense será realizado na próxima quarta-feira, na Arena Condá, às 21h45 (de Brasília). Antes, porém, as equipes voltarão seus esforços para seus respectivos compromissos nas ligas nacionais. Na 10ª posição da Série A, a Chape recebe o Flamengo no domingo, às 16h. No mesmo dia e horário, os cuiabanos enfrentarão o ASA, em busca de reabilitação na Série C.

A equipe da casa começou pressionando os visitantes. Nos minutos iniciais, uma jogada boa do Cuiabá, culminando em escanteio. A zaga da Chape precisou afastar, e na sequência, a resposta. Aos quatro minutos, Nenén, no rebote, chutou bola que tirou tinta da trave mato-grossense.

O jogo passou a ficar equilibrado. Ambos os times não conseguiam chegar ao gol, até que o Cuiabá conseguiu uma excelente oportunidade. Matheus Biteco cometeu falta na entrada da área. Dakson cobrou perfeitamente, aos 19 minutos do primeiro tempo, e abriu o placar para o Dourado. Foi o primeiro gol do Cuiabá em competições internacionais.

O segundo tempo foi morno até sua metade. Buscando conquistar ao menos um empate fora de casa, Caio Júnior fez suas três substituições antes dos 35 minutos. Mesmo com o time mais ofensivo, a Chape tentava agredir nas bolas aéreas, mas não foi efetiva. Aos 49 minutos, o argentino Jorge Baliño apitou o fim de jogo e primeira vitória, inédita, dos cuiabanos em uma competição internacional.

POLÍTICA

Impeachment no Senado: aliados de Dilma têm questões de ordem rejeitadas

CIDADES

Polícia prende motorista de caminhão com 350 kg de maconha

CIDADES

Mãe aluga filha de 14 anos para abusos por R$ 30 mil; dois idosos são presos

GERAL

H1N1: vírus já matou 1.775 pessoas este ano no Brasil, segundo ministério




.

Agitos Mutum - www.agitosmutum.com.br

Telefones (65) 996 968 266

Email: redacao@agitosmutum.com.br
leandrocampos@agitosmutum.com.br

© Agitos Mutum - Todos os direitos reservados