Nova Mutum

day_122.png
18 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

18 de Junho de 2024

Cidades Sábado, 17 de Dezembro de 2022, 13:16 - A | A

17 de Dezembro de 2022, 13h:16 - A | A

Cidades / GRITOS E CORRERIA

Show de Maiara e Maraisa em MT é interrompido após tiroteio

Ao menos oito disparos foram efetuados por supostos policiais militares; caso aconteceu em Juara

Gustavo Castro/Mídia News



O que era para ser um momento de descontração terminou em pânico e correria na madrugada deste sábado (17), em Juara (distante a 694 km de Cuiabá). As irmãs sertanejas Maiara e Maraisa faziam um show no Município quando foram surpreendidas por um tiroteio que as obrigou a interromper a apresentação.

O fato aconteceu no Parque de Exposições do Município. As cantoras entraram no palco por volta das 2h e, instante depois, o show precisou ser interrompido por conta dos tiros.

De acordo com a empresa organizadora do evento, a Saga Produções, ao menos oito disparos foram efetuados por três supostos policiais militares à paisana. Dois deles receberam voz de prisão e foram detidos. O terceiro, contudo, não foi localizado.

"A gente está há meses trabalhando para trazer esse evento para Juara. É um evento de grande porte, um evento caro e pensado com muito carinho para a cidade. E aí, no começo do show, na quinta música mais ou menos, dois [policiais] que deveriam estar protegendo a população começam com um verdadeiro "fogueteiro" no evento", disse Diogo Saga, responsável pela organização.

“Foram vários tiros. O que eu ouvi foi pelo menos oito, vindo de dois policiais que já foram identificados e estão na delegacia para prestar o depoimento deles. Segundo os “buxixos”, ainda tem mais um. A gente espera que haja essa investigação”, acrescentou.

Saga lamentou o episódio e afirmou que registrou um boletim de ocorrência para que o caso seja investigado e os responsáveis autuados para que arquem com os prejuízos deixados não só aos contratantes, mas também ao público.

“Agora vamos entender como que funciona esse processo para arcar com o prejuízo imenso para população. As pessoas compraram ingressos, roupas, sapatos, foram para um salão. Aí tiveram a diversão interrompida por essas pessoas”.

Ele também afirmou que a segurança é bastante rigorosa e os seguranças são treinados para não permitir que ninguém entre armado. Contudo, segundo ele, quando se trata de policiais "é mais dfiícil evitar". 

“Não é novidade para ninguém que a segurança do evento faz o máximo que pode, mas os policiais entram armados, sim. A gente pede para que a segurança não deixe, mas a gente não sabe o que acontece", disse. 

Até o momento, não há informações sobre a causa do tiroteio. Informações preliminares afirmam que os policiais efetuaram os disparos para cima para apartar uma suposta briga, mas a versão será investigada pela Polícia Civil.

 Procurada, a Polícia Militar, por meio da Corregedoria-Geral, informou que tomou conhecimento do envolvimento dos policiais militares em uma briga generalizada, e que estão sendo tomadas as medidas cabíveis para instauração de procedimento administrativo para averiguação dos fatos.

 O caso será investigado.

                                                 

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853