Nova Mutum

day_122.png
21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

21 de Julho de 2024

GERAL Quinta-feira, 27 de Junho de 2024, 09:55 - A | A

27 de Junho de 2024, 09h:55 - A | A

GERAL / EM CÁCERES

Governo envia nova equipe de bombeiros para combater incêndios no Pantanal

Incêndio pulou a margem do rio na última segunda-feira (24) devido às rajadas de vento na região

Da Assessoria



Uma nova equipe de bombeiros militares, foi enviada para trabalhar no combate as chamas, na região de Porto Conceição, no Pantanal de Cáceres (217 km de Cuiabá). O incêndio pulou a margem do rio na segunda-feira (24) devido às rajadas de vento na região. As ações de combate envolvem o emprego de 44 militares, um avião, um helicóptero, dois caminhões-pipa, sete caminhonetes, um barco, quatro pás-carregadeiras, duas motoniveladoras, um trator e um quadriciclo, além do monitoramento remoto com satélites feito pelo Batalhão de Emergências Ambientais, em Cuiabá.

De um lado do rio, equipes do Corpo de Bombeiros realizam a construção de aceiros para confinar o fogo, enquanto do outro lado da margem outros militares fazem o contrafogo (o fogo controlado como estratégia para mudar a direção do incêndio). Ambas as equipes seguem no combate direto ao incêndio. 

A região de Porto Conceição é considerada de difícil acesso. Para chegarem aos pontos de incêndio, os militares contam com apoio de embarcações e de brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) para o combate.

Já em Poconé, na região da Fazenda Cambarazinho, o incêndio segue confinado na área de aceiros construída pelo Corpo de Bombeiros. No local, os militares fazem no monitoramento e trabalho de rescaldo, para evitar que o fogo ultrapasse a barreira. 

O Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) faz o monitoramento de todos os incêndios florestais do Estado via satélite, para orientar as equipes em campo.

A estiagem severa e baixa umidade do ar têm contribuído para a propagação das chamas e o Corpo de Bombeiros pede que a população colabore e respeite o período proibitivo. A qualquer indício de incêndio, os bombeiros orientam que a denúncia seja feita pelos números 193 ou 190.

FOCO DE CALOR

Em Mato Grosso, são 160 focos de calor registrados nesta quarta-feira (26) conforme última checagem às 16h30, no Programa BDQueimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Deste total, 116 focos se concentram na Amazônia, 35 no Cerrado e 9 no Pantanal. Os dados são do Satélite de Referência (Aqua Tarde).

Importante ressaltar que o foco de calor isolado não representa um incêndio florestal. Entretanto, um incêndio florestal conta com o acúmulo de focos de calor.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853