Nova Mutum

day_122.png
24 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

24 de Julho de 2024

GERAL Sexta-feira, 21 de Junho de 2024, 09:12 - A | A

21 de Junho de 2024, 09h:12 - A | A

GERAL / DEVENDO DESDE 2014

Juíza mantém bloqueio nas contas do PT por dívida de R$ 864,4 mil

Raynna Nicolas/Hiper Noticias



Juíza Ana Cristina Silva Mendes, da 4ª Vara Cível de Cuiabá, manteve bloqueio nas contas do Diretório Regional do PT por dívida de R$ 864,4 mil junto à Pavoni Advogados. Decisão foi publicada nesta quinta-feira (20). Débito data de 2014 quando a Personalite Serviços de Rótulos Adesivos prestou serviços gráficos ao PT perfazendo a dívida de R$ 190,4 mil. Valor nunca foi pago. 

Em 2019, quando o processo foi ajuizado, o salvo devedor já havia alcançado a soma de R$ 414,4 mil. Na época, o escritório de advocacia Pavoni representava os interesses da Personalite. Contudo, em 2022 a gráfica 'cedeu' a dívida aos advogados, que passaram a buscar o pagamento em benefício próprio. 

No decorrer do processo, foi possível realizar o bloqueio de parte do valor nas contas do PT. Até maio de 2023, a quantia bloqueada era de pouco mais de R$ 32 mil. 

Entretanto, em 5 de junho, os advogados do PT apresentaram impugnação contra bloqueio de mais de R$ 70 mil e pediu a liberação do dinheiro sob a alegação de que os recursos seriam provenientes do Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos (Fundo Partidário) e Fundo Partidário Mulher.

Ocorre que, conforme anotou a juíza Ana Cristina Silva Mendes, os bloqueios citados na impugnação não guardam relação com os autos que tratam da dívida junto à Pavoni Advogados e, por isso, a magistrada deixou de analisar a impugnação. 

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853