Nova Mutum

day_122.png
21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

21 de Julho de 2024

GERAL Terça-feira, 25 de Junho de 2024, 19:25 - A | A

25 de Junho de 2024, 19h:25 - A | A

GERAL / VIDEOMONITORAMENTO

"Vigia Mais MT está construindo muralha digital capaz de prevenir e intimidar práticas criminosas", afirma secretário

Confiança no programa de videomonitoramento levou 17 prefeituras e entidades a pediram mais câmeras

Alecy Alves | Sesp-MT



Quatorze prefeituras e três instituições não governamentais fizeram a solicitação aumentaram o número de câmeras e as áreas monitoradas pelo Vigia Mais MT, o programa de videomonitoramento implantado pelo Governo do Estado. As imagens das câmeras do Vigia Mais MT têm um sistema de certificação que permite que sejam anexadas aos inquéritos e apresentadas como provas de crimes.

“Esse é o resultado da confiança em um programa que está levando aos municípios o que há de mais moderno no serviço de videomonitoramento voltado à segurança pública. São equipamentos dotados de inteligência artificial, capacidade analítica dos dados e informações que estão possibilitando criar um sistema de cercamento digital em Mato Grosso”, avalia o secretário de Segurança de Mato Grosso, coronel César Roveri.

“E, como já dissemos anteriormente, com o Vigia Mais MT estamos construindo uma muralha digital capaz de prevenir e intimidar práticas criminosas, além de, quando o crime acontecer, reunir provas que não deixam dúvida sobre a autoria criminal”, assinala.





Em Cuiabá, onde a prefeitura não firmou parceria com o Estado, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a Associação de Cultura Muxirum Cuiabano viabilizaram a instalação de 790 câmeras em vias da área central e regiões próximas.

O número de câmeras entregues à CDL, por exemplo, com os aditivos, saltou da cota inicial de 227 para 671. A Muxirum Cuiabano, que começou com 13 câmeras, já recebeu 102. Ambas as entidades atuam como elo entre a Secretaria de Segurança Pública (Sesp-MT), gestora do programa, e os empresários e lojistas cuiabanos no processo de implantação do serviço de videomonitoramento. Ou seja, recebem os equipamentos e repassam a seus associados para que sejam instalados.

Na lista de prefeituras que fizeram aditivos e já receberam mais câmeras estão: Alto Graças (357 km de Cuiabá), Bom Jesus do Araguaia (983 km), Campo Verde (131 km), Itanhagá (472 km), Nobres (146 km), Nova Mutum (264 km), Salto do Céu (371 km), Santa Carmem (531 km), São Félix do Araguaia (1.200 km), Serra Nova Dourada (1.125 km), Tabaporã (643 km), Tesouro (379 km) e Paranatinga (851 km).

A prefeitura de Nobres fez dois aditivos desde que assinou a parceria e se habilitou para integrar o Vigia Mais. O município, que inicialmente tinha direito a 73 câmeras, hoje é monitorado por 120 câmeras. Da Central do Centro de Integração de Operações da Segurança Pública (Ciosp), em Cuiabá, as forças policiais acompanham a movimentação na entrada e saída da cidade, avenidas, ruas e praças da área central e periferia.

A Prefeitura de Sorriso (420 km de Cuiabá), que está concluindo a instalação de 345 câmeras, quer pelo menos mais 50 equipamentos. O prefeito Ari Lafin já fez a solicitação verbal ao secretário de Segurança Pública, coronel César Roveri, argumentando que quer ampliar o videomonitoramento na área urbana e levar o serviço para a área rural do município. Lafin recebeu o aval do secretário Roveri para ingressar com o aditivo.

Salto do Céu, município que tem 3.800 moradores em uma área de 1,7 mil quilômetros quadrados, recebeu as 10 câmeras previstas no planejamento do Programa Vigia Mais MT e pediu mais 10. O prefeito Mauto Teixeira Espíndola disse que reconhece a importância e eficiência do videomonitoramento.

“Evita roubos, furtos e outros crimes, e ajuda os policiais na segurança da cidade. As câmeras, com certeza, intimidam a ação dos criminosos e melhoram a sensação de segurança dos moradores”, avalia Mauto Teixeira.

O programa

Com investimento aproximado de R$ 30 milhões, o Governo do Estado está equipando os 142 municípios com o que há de mais moderno em videomonitoramento. São 15 mil câmeras, das quais 8.500 já foram entregues aos municípios, seguindo critérios como população, área territorial e localização geográfica do ponto de vista das estratégias da segurança pública.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853