Nova Mutum

day_122.png
25 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

25 de Julho de 2024

Polícia Sexta-feira, 28 de Junho de 2024, 08:32 - A | A

28 de Junho de 2024, 08h:32 - A | A

Polícia / VÍTIMAS PASSAVAM FOME

Falsa advogada que aplicava golpe da aposentadoria em idosos é presa pela Polícia Civil em MT

Uma das vítimas, um idoso de 80 anos, estava passando fome, subnutrido e com febre. Ele precisou ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu)

Sabrina Ventresqui/Hiper Noticias
Tangará da Serra/MT



Uma mulher, de 61 anos, que se passava por advogada para se apropriar da aposentadoria de idosos, foi presa pela Polícia Civil, em Tangará da Serra (240 km de Cuiabá). O caso foi exibido no programa Balanço Geral, da TV Vila Real, nesta quinta-feira (27). 

Segundo o programa televisivo, o esquema foi descoberto depois que o filho de um casal de idosos veio de Rondônia para a cidade mato-grossense e encontrou os pais em uma situação de penúria. O pai dele, de 80 anos, estava passando fome, subnutrido e com febre. Ele precisou ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). 

Questionado pelo filho, o idoso contou que a falsa advogada estava administrando sua aposentadoria e estava em posse de cartões e documentos. No entanto, ela não repassava o valor integral do benefício, e sim uma quantia bem inferior. Então, o homem procurou a Delegacia e denunciou o crime.

Em diligências em agências bancárias de Tangará da Serra, a Polícia Civil apurou que a mulher fazia empréstimos em nome das vítimas e se apropriava do dinheiro. Dessa forma, a equipe conseguiu identificar a suspeita. 

Ela foi detida e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil para registro de ocorrência e demais providências cabíveis. Em depoimento, a suspeita negou ser advogada e devolveu os documentos das vítimas.

A mulher pode ser enquadrada por ao menos três crimes: estelionato, falsidade ideológica e advocacia administrativa. 

As investigações continuam para identificar comparsas do golpe e outras vítimas.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853