Nova Mutum

day_122.png
21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

21 de Julho de 2024

Polícia Terça-feira, 25 de Junho de 2024, 09:37 - A | A

25 de Junho de 2024, 09h:37 - A | A

Polícia / TRÁFICO DE DROGAS

Membros do CV são alvos de operação do Gaeco em Barra do Garças

Da Assessoria
BARRA DO GARÇAS/MT



A unidade do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Barra do Garças, força-tarefa permanente constituída pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Penal e Sistema Socioeducativo deflagrou, nesta terça-feira (25), a II Fase da Operação “Disciplina”.

Foram expedidos pelo Juízo do Núcleo de Inquéritos Policiais da Capital (NIPO), 3 mandados de busca e apreensão. As ordens judiciais estão sendo cumpridas no município de Barra do Garças. 

A operação conta com o apoio da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso. As investigações são referentes aos fatos decorrentes dos elementos informativos evidenciados por ocasião da deflagração da Operação Disciplina, ocorrida no dia 10 de dezembro de 2020, onde se apurou a ocorrência da atuação da organização criminosa denominada comando vermelho na região de Barra do Garças.

Após a deflagração da Operação Disciplina, em 2020 e o consequente ajuizamento da Ação Penal, foi instaurado o Procedimento Investigatório Criminal, por meio da Portaria n° 001/2021/GAECO/BG/MP/MT, visando apurar, de forma complementar, a persistência na organização criminosa comando vermelho de pessoas já denunciadas anteriormente na citada operação, bem como a indicação de supostos integrantes ainda desconhecidos, notadamente relacionado aos elementos obtidos por meio das apreensões outrora realizadas na aludida operação.

No decorrer das investigações verificou-se que a organização possui outros componentes atuantes na região de Barra do Garças, responsáveis pela prática de crimes de tráfico ilícito de drogas e outros. Por consequência, a unidade do Gaeco de Barra do Garças tomou as medidas jurídicas para a continuidade das apurações, culminando com as ordens judiciais de buscas e apreensões expedidas na operação realizada nesta terça-feira.

O termo “Disciplina”, que se refere ao nome da operação, é uma alusão ao nome dado a um dos cargos exercidos por membros da organização criminosa investigada.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853