Nova Mutum

day_122.png
21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

21 de Julho de 2024

Polícia Quinta-feira, 04 de Julho de 2024, 09:53 - A | A

04 de Julho de 2024, 09h:53 - A | A

Polícia / 3 CONSEGUIRAM FUGIR

Menores do CV marcam encontro amoroso para matar vítima em MT; 4 são apreendidos

Yuri Ramires/Gazeta Digital
Pontes e Lacerda/MT



Quatro menores, com idades entre 15 e 17 anos, sendo dois homens e duas mulheres, foram apreendidos no final da noite de quarta-feira (3), no bairro Altos da Glória, em Pontes e Lacerda (448 km ao oeste de Cuiabá), momentos antes de matarem um homem de 31 anos. Grupo marcou encontro entre a vítima e uma das adolescentes para cometer o crime de homicídio, motivado por rixa entre facções criminosas.

De acordo com as informações apuradas, a prisão foi resultado de uma ação entre Bope, Força Tática e Rotam. Inteligência das forças militares receberam informações de que um homicídio seria cometido por membros do Comando Vermelho (CV) e que a vítima seria membro do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Em diligências, os policiais encontraram 3 suspeitos na porta da casa que seria usada para o crime. Quando entraram no portão, flagraram ao menos 6 pessoas, sendo que 3 conseguiram fugir pulando o muro dos fundos. Mas, na casa, 3 adolescentes foram abordados, sendo duas meninas, de 17 e 15 anos e um menor, de 16.

Eles assumiram que se preparavam para matar o rapaz de 31 anos. Contaram ainda que a menor de 16 anos marcou um encontro com a vítima e que lá, ela seria morta. Os menores de 17 e 16 anos disseram que iam aproveitar a ausência da mãe para cometer o crime no local.

Em rondas na área, policiais flagraram o adolescente de 16 anos correndo pela rua lateral, tentando entrar em um matagal. Ele foi abordado e confessou ser olheiro do CV. Na cena do crime, tinha como função monitorar a rua e avisar o grupo se alguma viatura entrasse no bairro.

Vítima é avisada do plano

Enquanto a PM registrava a ocorrência no local, vítima chegou no local do crime de mototáxi. Ao ser abordado, informou aos policiais que estava chegando no local para se encontrar com uma jovem, que conheceu nas redes sociais.

O rapaz relatou que eles estavam conversando há alguns dias e que combinaram de se encontrar. Porém, ela dizia ser moradora de Cáceres e que viajou para Pontes e Lacerda apenas para conhecer a vítima. Vítima contou ainda que chegou a pagar todo o valor da viagem para a jovem ir até a cidade.

A suspeita, por sua vez, afirmou que recebeu a missão de um membro do CV para matar a vítima, que seria faccionada no PCC. Os 3 suspeitos que fugiram já foram identificados e são procurados. Segundo os comparsas, um deles estava em posse de uma pistola .40. Caso segue com a Polícia Civil.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853