Nova Mutum

day_122.png
14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

14 de Julho de 2024

Polícia Sábado, 22 de Junho de 2024, 09:24 - A | A

22 de Junho de 2024, 09h:24 - A | A

Polícia /

Polícia Civil alerta sobre golpes da falsa central telefônica e abordagens de pessoas desconhecidas

Assessoria | Polícia Civil-MT



Dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2023 apontam que 208 golpes de estelionato são registrados por hora no país. O estudo considera que a porta de entrada para as atividades criminais continua sendo física, pois dependem, majoritariamente, do acesso a aparelhos celulares ou dispositivos móveis que cada vez mais fazem parte da vida da população. 

E os criminosos se reinventam nas abordagens para tentar algum golpe ou fraudes eletrônicas, que em sua maioria ocorre pela internet, seja por aplicativos e mensagens de celulares, redes sociais ou até mesmo ligações telefônicas. 

Umas das principais medidas de segurança para evitar cair em golpes é estar sempre em alerta e desconfiar do que, aparentemente, parece ser vantajoso e fácil e de informações que não fazem parte da rotina. 

O delegado Adil Pinheiro, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Tangará da Serra, destaca que entre um dos meios mais usados pelos golpistas é a “falsa central telefônica”, quando o criminoso aborda uma vítima, muitas vezes comerciantes, dizendo por exemplo que a vítima ‘ajudou a polícia” e em virtude da suposta denúncia, uma pessoa aleatória foi presa. Em seguida, o golpista exige o pagamento de determinado valor e ameaça a vítima, com roubo ou até morte.

“Reflita um pouco, pois se a vítima não tem envolvimento com delito, não faz sentido ser ameaçada por alguém, que ela sequer conhece, de que sofrerá represálias. Esse tipo de atitude não passa de golpe e as ligações, na maioria das vezes, vem de dentro de presídios”, pontuou o delegado que investiga as ocorrências de estelionato tentado e consumado no município de Tangará da Serra.

Canais de orientações 

A Polícia Civil de Mato Grosso criou um canal exclusivo para orientar a população em como proceder em casos de fraudes por meio eletrônico e evitar possíveis situações de estelionato. O objetivo de auxiliar de maneira rápida e objetiva as vítimas de golpes. 

O projeto reúne a atuação das unidades especializadas no combate a estelionatos e fraudes eletrônicas – Delegacia Especializada de Estelionato de Cuiabá, Delegacia Especializada de Estelionato de Várzea Grande e Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos, e tem como ideia central divulgar as informações de maneira fácil para que as vítimas tenham acesso rápido e saibam como proceder. .

Com as informações disponíveis, a vítima já pode adiantar os procedimentos conseguindo, por exemplo, recuperar contas em redes sociais, denunciar perfis falsos criados em seu nome e evitar que valores transferidos sejam difundidos para outras contas bancárias.

Os QR Codes auxiliarão com o acesso fácil e rápido às informações: https://www.pjc.mt.gov.br/orientacoes-sobre-golpes



Prevenção

Uma pesquisa realizada em 2023, pela empresa Silverguard, fintech especializada em segurança digital e proteção de dados, apontou que quatro, entre cada 10 brasileiros, já sofreram tentativa de golpes com uso do Pix e destes, 22% caíram nos golpes.

A pesquisa destacou ainda que os golpistas buscam canais de fácil acesso para encontrar vítimas e de cada 10 golpes, sete foram iniciados pelas redes sociais do Whatsapp, Facebook e Instagram.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853