Nova Mutum

day_122.png
25 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

25 de Julho de 2024

Polícia Terça-feira, 02 de Julho de 2024, 13:05 - A | A

02 de Julho de 2024, 13h:05 - A | A

Polícia / conclusão de inquérito

Polícia Civil indicia autores de homicídio motivado por vingança em Nobres

Vítima teve a participação apontada em outro homicídio que vitimou parentes dos indiciados

Assessoria | Polícia Civil-MT
Nobres/MT



A Polícia Civil concluiu nesta segunda-feira (01.07) as investigações de um homicídio, ocorrido em setembro de 2022 em Nobres, e indiciou duas pessoas envolvidas no crime.

Na conclusão do inquérito, presidido pelo delegado Rogério Gomes, os investigados foram indiciados pelos crimes de homicídio qualificado pela traição e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, com previsão de penas que variam de 12 a 30 anos de reclusão.

O crime que vitimou, Guilherme José Costa de Souza, de 33 anos, conhecido como “Aranha”, ocorreu no dia 18 de setembro de 2022, durante uma confraternização em um estabelecimento comercial da cidade. A vítima estava na companhia da esposa, quando foi atingida por diversos disparos de arma de fogo.

Foram indiciados pelo crime, P.C.A.N., de 30 anos, apontado como autor dos disparos de arma de fogo contra a vítima e J.A.S.O., de 30 anos, responsável por transportar o executor até o local de crime e na fuga, assim como por fornecer esconderijo ao autor do homicídio.

As investigações apontaram que o crime foi motivado por vingança, já que a vítima era suspeita de envolvimento em outro homicídio, Jadison Ariel Santana de Oliveira, irmão e parente dos indiciados. A vítima possuía antecedentes criminais e policiais e foi investigada por envolvimento com o tráfico de drogas e homicídio, além de ostentar frequentemente a posse de arma de fogo.

Após ser esclarecida a autoria, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva dos investigados, sendo que P.C.A.N. já se encontra preso em decorrência de outros crimes cometidos após o homicídio da vítima.

O inquérito será encaminhado ao Poder Judiciário em Nobres, onde ficará à disposição do Ministério Público a quem caberá a análise e possível oferecimento de denúncia contra os investigados.

✅ Clique aqui para seguir o canal do Site Agitos Mutum  no WhatsApp

✅ Clique aqui para participar da nossa Comunidade no WhatsApp

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853