Nova Mutum

day_122.png
15 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

15 de Junho de 2024

Polícia Quarta-feira, 09 de Novembro de 2022, 14:05 - A | A

09 de Novembro de 2022, 14h:05 - A | A

Polícia / POLÍCIA

Polícia prende em MT grupo que usava Whats para aplicar golpes

Investigações iniciadas no Paraná identificaram a organização criminosa instalada em Cuiabá

Midia News



Policiais Civis de Mato Grosso e do Paraná deflagraram, na manhã desta quarta-feira (9), a Operação Whats Fake, contra uma organização criminosa de estelionato praticado por meio de falsos perfis no WhatsApp.

Na capital, estão sendo cumpridos nove ordens judiciais em três bairros, sendo cinco mandados de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão. 

Conforme a Polícia, além dos mandados, Justiça decretou ainda o bloqueio de contas bancárias usadas no crime. 

As investigações realizadas em Curitiba iniciaram no mês de abril. Uma vítima, de 66 anos, procurou o Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber) para comunicar o prejuízo de R$ 55,8 mil após cair em um golpe.

Na ocasião, diversos números de whatsapp fizeram contato com a mulher se passando por irmãos dela, inclusive usando fotos dele no perfil, e passaram a solicitar dinheiro emprestado e o pagamento de boletos, tendo a vítima transferido o dinheiro para seis contas bancárias diferentes.

CLIQUE AQUI E PARTICIPE DO NOSSO GRUPO PARA RECEBER VAGAS DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA, NOTÍCIAS E MUITO MAIS!

Nas investigações, os policiais do Paraná conseguiram identificar as conexões criminosas instaladas em Cuiabá.

Em Mato Grosso, investigações apontaram que a maioria dos responsáveis pelo crime já tinham passagens anteriores por estelionato, identificando também os locais de onde teriam partido as conexões de internet para o cometimento dos golpes.

A operação é coordenada pelo delegado do Nuciber (PC-PR) José Barreto e pelo delegado da DRCI (PC-MT), Ruy Guilherme Peral, contando com a participação de 22 policiais civis das equipes da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Gerência de Operações Especiais (GOE), Gerência Estadual de Polinter e Capturas, Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) e Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor).

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853