Nova Mutum

day_122.png
14 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

14 de Julho de 2024

Política Domingo, 07 de Julho de 2024, 13:51 - A | A

07 de Julho de 2024, 13h:51 - A | A

Política / DEFENDE PRODUÇÃO NA REGIÃO

Fávaro diz que criação de gado no Pantanal é importante para reduzir incêndios

Vinicius Mendes/GD



O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, afirmou que a pecuária é importante na preservação do Pantanal. Ele citou que o gado é responsável pela eliminação de vegetação seca, o que inibe a propagação do fogo. Fala ocorreu em entrevista na quinta-feira (4), logo após criticar o Estado por, segundo ele, não agir como deve para impedir que os incêndios avancem de forma descontrolada.

Ao programa “Bom Dia, Ministro”, do Canal Gov, Fávaro falou sobre o programa nacional de conversão de pastagens degradadas em áreas agricultáveis. Ele destacou que o Brasil tem 160 milhões de hectares em pastagens e cerca de 50 milhões de hectares em agricultura, além de 60% do território coberto por floresta nativa.

“Nenhum país do mundo tem uma reserva ambiental do tamanho da que tem no Brasil e esse é o nosso grande ativo, é por isso que produzimos tantos alimentos [...]. Quando começa a desequilibrar, veja as tragédias que acontecem”.

O incêndio no Pantanal tem sido uma tragédia recorrente. O bioma está localizado entre os 30 e 40 milhões de hectares de áreas produtivas que são sensíveis. Fávaro explicou que lá é necessário um cuidado especial, mas pontuou que a pecuária também tem seu papel na proteção.

“Não dá para chegar e invadir o Pantanal, transformar tudo. Tem pecuária lá, ela cumpre um papel importante na preservação do Pantanal, até porque como dizem lá tem o boi bombeiro, que ao comer o capim nativo do Pantanal ele evita o excesso de plantas secas que são propagadoras de incêndios, então o Pantanal tem que ter um tratamento todo especial”.

Na mesma entrevista o ministro reforçou que, para a proteção do Pantanal, também é importante que os produtores da região cumpram a ordem da Justiça e façam a recomposição de Áreas de Proteção Permanentes (APPs) em nascentes de afluentes de rios do Pantanal, em especial do Rio Cuiabá, para garantir que haja água suficiente no bioma.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853