Nova Mutum

day_122.png
22 de Junho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

22 de Junho de 2024

Economia Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2022, 09:35 - A | A

05 de Dezembro de 2022, 09h:35 - A | A

Economia / ECONOMIA

Nova Mutum: Vendas de outubro caem em relação a setembro

Conforme relatório econômico da Acenm/CDL, geração de empregos continua em alta e inadimplência segue estável

Tiago Franz Ascom - Acenm/CDL
Nova Mutum/MT



O ritmo de vendas em Nova Mutum teve um forte crescimento no mês de outubro na comparação com o mesmo mês de 2021, conforme dados do SPC Brasil. A alta foi de 22,81%. Contudo, verificou-se queda de 10,83% em relação ao mês anterior, setembro de 2022, já com números deflacionados.

"A base de comparação com outubro de 2021 é fraca, pois naquele mês estávamos enfrentando um súbito crescimento dos casos de covid-19, e isso refletiu negativamente no movimento de vendas do comércio. Ao analisarmos os dados, verificamos que outubro de 2021 foi um dos piores meses da pandemia, perdendo apenas para março de 2020, quando tudo iniciou", contextualizou o presidente da CDL Nova Mutum, Ronnie Sfredo, reeleito no último dia 1º de dezembro para mais um biênio à frente da entidade.

Para o presidente da Acenm, Lirio Vitalli, também reeleito no último 1º de dezembro, o ano de 2022 está atípico no movimento do comércio. "Tivemos cenários adversos como a inflação e a incerteza por conta das eleições, o que desestimula o consumidor, que não enxerga um bom cenário para consumir e se retrai."

GERAÇÃO DE EMPREGOS

No último mês de outubro, Nova Mutum gerou 317 novos empregos formais, saldo impulsionado fortemente pelo setor de Serviços, que sozinho criou 242 novos postos de trabalho. Indústria e comércio foram responsáveis por 69 e 24 respectivamente. O saldo negativo do mês ficou com a construção civil, com encerramento de 30 postos. É o que apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.

No quadro parcial de 2022, o município criou 2.427 novos empregos formais, ultrapassando o saldo do ano de 2021 inteiro, que foi de 1.756 novas vagas. Se compararmos com janeiro a outubro de 2021, o crescimento no saldo foi de 19,62%.

Os números do estado de Mato Grosso também foram positivos em outubro (911 novos empregos), porém bem abaixo da média dos demais meses do ano, em que se criaram todos os meses mais de 7 mil novos empregos. Mato Grosso fecha o período de janeiro a outubro de 2022 com mais de 70 mil postos criados. O Brasil, por sua vez, fechou outubro com saldo de quase 160 mil novos empregos. Em 2022 já foram gerados 2,3 milhões de postos de trabalho.

"Os números de outubro mostram o que temos visto no decorrer do ano: o setor de serviços está recuperando as perdas da pandemia. Isso é muito bom, mas ao mesmo tempo acende um alerta amarelo. Precisamos urgentemente de pessoas capacitadas, não só em Nova Mutum mas em toda região, pois o setor de serviços demanda muito isso", avalia Vitalli.

INADIMPLÊNCIA

Ainda segundo o SPC Brasil, o índice de inadimplência em Nova Mutum teve uma sutil queda de 0,03%, praticamente se mantendo estável na comparação com setembro de 2022.

"Uma inadimplência ideal seria zero, porém isso não existe para as empresas que trabalham com crédito e crediário próprio. Elas, na verdade, devem prever algumas perdas que são normais. O que precisa ser levado em conta são os meios para mitigar ou reduzir os riscos. Estamos vendo essa tendência em Nova Mutum, que mantém os índices controlados", explica o diretor executivo da Acenm/CDL, Rodrigo Rigoni.

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853