Nova Mutum

day_122.png
21 de Julho de 2024
facebook001.png instagram001.png twitter001.png youtube001.png whatsapp001.png

21 de Julho de 2024

Polícia Terça-feira, 18 de Junho de 2024, 14:31 - A | A

18 de Junho de 2024, 14h:31 - A | A

Polícia / SEPARADOS HÁ 15 DIAS

Jovem foi morta após ex-namorado descobrir caso entre ela e o irmão

Yuri Ramires/Gazeta Digital



Em depoimento à Polícia Civil, Matheus Martins de Araújo, 23, confessou que matou a ex-namorada, Jhulia Glezia Souza Neres, 18, com golpes de faca, no último sábado (15), após descobrir que ela estava se relacionando com o irmão dele.

O delegado Edelviges Felipe de Oliveira Neto afirmou que, em depoimento, Matheus confessou que agiu por ciúmes. “Eles estavam separados há 15 dias e depois, começou a desconfiar que a vítima estava se relacionando com o irmão”.

 No dia do crime, Matheus foi até a casa onde a vítima estava com a amiga, conseguiu se esconder e, em determinado momento, tomou o celular da vítima.

 “Ele conseguiu ler as mensagens entre a jovem e o irmão, comprovando que eles estavam se relacionando. As mensagens tinham até cunho sexual”, ressaltou.

 Equipe do delegado Felipe prenderam Matheus nesta segunda-feira (17), pouco mais de 24 horas após o crime. Ele fugiu de Guiratinga e foi para Itiquira, onde tem família.

 Em audiência de custódia nesta terça, a Justiça manteve a prisão do feminicida, que vai ser transferido para o presídio da Mata Grande, Em Rondonópolis.

 “Ele já vinha premeditando, já que tinha desconfiado do caso entre os dois. Então, no dia do crime, ao flagrar as mensagens, ele tomou coragem e matou a jovem”, disse.

 Matheus é faccionado no Comando Vermelho e tinha passagens por tráfico quando era menor de idade.

 Crime

Jhulia, de 18 anos, foi morta em sua casa, na noite do sábado, no bairro Santa Cruz, em Guiratinga, com golpes de faca. Ela conversava com uma amiga, quando ele invadiu a casa, tomou os celulares das duas jovens e começou a enforcar Jhulia, que tentou correr, mas foi impedida pelo investigado, que estava com uma faca.   

 Uma testemunha e amiga da vítima tentou segurar o suspeito, quando Jhulia pediu que ela corresse e procurasse a polícia. A amiga da jovem conseguiu chamar ajuda, mas ao voltar à casa já encontrou o criminoso desferindo facadas contra a vítima e mesmo após ela cair, ele continuou golpeando-a e depois fugiu. 

 A equipe de investigação da Delegacia de Guiratinga iniciou as diligências ainda na noite do crime. 

Comente esta notícia

cd0fb6c3112b42f4ac7db47ed2ff7af9_2.png
whatsapp-icon-4.png (65) 9 9280-9853